top of page

Planejamento para a Perícia

O planejamento para perícia é um processo essencial para garantir a eficiência e a precisão dos resultados obtidos durante uma análise técnica. Isso porque, a perícia envolve a investigação técnica e científica de documentos e fatos relacionados a discussões travadas num processo judicial ou extrajudicial, e o planejamento adequado é crucial para seu sucesso. Com base nas diretrizes estabelecidas pela NBC (Normas Brasileiras de Contabilidade), alguns aspectos importantes devem ser levados em conta:


Em primeiro lugar, é essencial conhecer profundamente o objeto e a finalidade da perícia. Isso permite ao perito adotar os procedimentos apropriados. Compreender a natureza da perícia e sua relação direta com o objeto em questão é crucial para garantir a adequação dos métodos utilizados. Além disso, é necessário definir a natureza, a possibilidade e a extensão dos procedimentos que serão aplicados. Essa definição deve estar em consonância com o objeto da perícia e observar as particularidades do caso em questão.


O planejamento também envolve estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido dentro do prazo estabelecido. O perito deve considerar fatores como a disponibilidade de documentos, a necessidade de colaboração de terceiros e a complexidade do caso para garantir que todas as atividades sejam executadas de forma tempestiva, sem comprometer a qualidade e a integridade dos resultados.


A identificação de potenciais problemas e riscos é outra etapa crucial. O perito deve antecipar eventuais obstáculos que possam surgir durante a perícia, como a falta de acesso a determinadas informações, a possibilidade de manipulação das evidências ou a resistência das partes envolvidas. Isso permite a adoção de medidas preventivas e a elaboração de estratégias para lidar com essas questões.


É fundamental identificar e destacar os fatos relevantes para a solução da demanda. O perito deve estar atento a todas as informações, fatos e documentos que possam contribuir para a resolução do caso, buscando uma visão abrangente e imparcial.


A legislação aplicável ao objeto da perícia também deve ser identificada e considerada no planejamento. O perito deve estar familiarizado com as normas legais e regulamentos pertinentes ao caso, a fim de garantir que todas as etapas sejam realizadas em conformidade com as normas vigentes.


Por fim, o planejamento tem como propósito garantir o atingimento do objeto da prova pericial e deve visar facilitar a execução e a revisão dos trabalhos. Isso inclui a adoção de práticas que promovam a organização, a documentação adequada, a revisão criteriosa dos resultados e a garantia da transparência e tecnicidade ao longo de todo o processo.


Em resumo, o planejamento para perícia é um processo estratégico e minucioso que envolve a análise cuidadosa do caso, a definição de objetivos claros, a aderência a normas e regulamentos, a definição detalhada das ações que serão tomadas para o atingimento do objeto da prova, a obtenção dos elementos documentais e fáticos necessários aos procedimentos técnicos que serão adotados, bem como uma comunicação eficaz com os envolvidos na construção da prova pericial.


A equipe da Porto e Reis possui a expertise para realizar suas investigações de forma sistemática e confiável, seguindo altos padrões de exigência, contribuindo para a construção técnica de provas periciais que sejam úteis para a solução dos litígios.

Comments


bottom of page