top of page

Qual a diferença entre auditoria e perícia contábil?

No universo contábil, as empresas de auditoria e perícia contábil se destoam do trabalho mais operacional e possuem uma abordagem de trabalho voltada à análise crítica de temas contábeis e no patrimônio de organizações.


Mas qual a diferença entre a atuação dos profissionais de cada área?


De forma simplificada, a auditoria é utilizada para averiguar se as demonstrações financeiras de uma companhia refletem a real situação econômico-financeira de seu patrimônio, e pode ser realizada tanto por profissionais da própria organização (auditoria interna) quanto por um agente externo (auditoria externa). O auditor busca atender gestores, acionistas e proprietários de empresas por meio da análise de fluxos financeiros, revisão de processos e obrigações fiscais, mensuração de patrimônio etc., a fim de combater a existência de erros e fraudes, e para garantir que a empresa está atuando de maneira adequada.


Já a perícia contábil, ainda que tenha similaridades com o trabalho de uma auditoria quando se vale, principalmente, das demonstrações contábeis, é uma atividade probatória utilizada para a resolução de conflitos. O trabalho de um perito contábil costuma ser requisitado em via judicial (por magistrados) ou extrajudicial (em uma arbitragem), em que o seu papel é elaborar laudos ou fornecer pareceres técnicos sobre questões contábeis, mediante exame, vistoria, indagação, investigação, avaliação ou certificação. Em ambas as esferas, há também a possibilidade de o perito ser acionado como assistente técnico de uma das partes envolvidas no processo.


Tanto a auditoria quanto a perícia podem encontrar e solucionar problemas contábeis e fiscais. Enquanto a auditoria é um trabalho focado na prevenção, pode-se dizer que a perícia contábil é mais focada no diagnóstico e resolução.


Acompanhe nossas redes para mais conteúdos sobre perícia no contencioso tributário, cível e na arbitragem.

Comments


bottom of page